quinta-feira, 10 de novembro de 2016

O dia em que me despi no cinema

Olá amiguinhos!! ^^/
Há tempos eu queria desabafar sobre minha opinião com relação aos filmes de super herois. Inicialmente idealizei essa postagem pro meu Facebook....mas então eu lembrei que eu tenho um Blog!

Sou uma criança dos anos 90, os 'saudosos 90'. E como tal, boa parte daquilo que eu consumo é exclusivamente pra evocar essa nostalgia da epoca que eu podia brincar na rua, xingar o coleguinha e assistir Softcore no Cinema em Casa.
Sendo assim, muito da minha cultura superheroica foi formada nessa epoca. Eu assisti 'Os Super Amigos' de Hanna-Barbera, o 'Super-Homem' com Christopher Reeve e o 'Batman' de Tin Burton. Eu li 'O Retorno de Super-Homem' da editora Abril e toneladas de 'A Teia do Aranha'.
Então, quando eu fui no cinema com meus amigos assistir 'O Homem Aranha' em 2002 eu estava transbordando expectativas. E lógico, eu transbordei decepção.
A partir dai, os filmes superheroicos perderam seu encanto na minha vida. Eu continuei gostando bastante dos gibis e das animações, mas eu não era mais publico pras versões de Hollywood.

Eu não era....

Até o ano de 2008, quando eu assisti 'O Homem de Ferro'. Confesso que meu conhecimento sobre o universo Marvel era bem restrito. Restrito ao 'Spidey' e a 'X Man', outro filme muito bom, porém estragado por sequencias fracas. Eu me lembro que, justamente pela minha ignorância com relação aos aspectos mais profundos do personagem, eu assisti o 'Homem de Ferro' totalmente sem expectativa alguma, e mano....acho que foi a melhor coisa que eu fiz!
Eu comecei a assistir filmes superheroicos de forma totalmente ocasional e sem expectativa. Por exemplo, é domingo a tarde, vai passar 'O Homem Formiga' e eu tô almoçando. Beleza, vou assistir!
Isso foi o suficiente pra renovar gradativamente meu interesse nessa midia.
Hoje eu reconheço que foi muito injusto de minha parte criar expectativas sobre 'Batman Begins' e 'Man of Steel'. Na verdade, 'Batman X Superman' foi um dos filmes mais divertidos que eu já assisti, quando ao entrar na sala de cinema eu me despi de minhas expectativas e principalmente dos meus preconceitos.

O que, como fã inveterado de super herois, eu passei a considerar foi: o conceito de 'multiverso' existe em toda essa midia 'superheroica'. Ele é usado a exaustão em epicos como 'Crises nas Infinitas Terras' ou no recente 'Guerras Secretas'. Ele já foi abordado nas animações televisivas, com linhas do tempo alternativas e 'o que aconteceria se?', e temos uma larga biblioteca de jogos de  video game que exploram esse conceito de forma a torna-lo ainda interessante. Como um fã eu reconheço que esse conceito existe em outras midias, então eu tenho que admitir que esse conceito também existe na midia filmografica de super herois. Eu tenho que adimitir que um filme bosta do 'Batman' ou do 'Quarteto Fantástico' existe em algum universo paralelo, e isso não é ofensa alguma. Como fã eu reconheço que quando eu passei a considerar o 'multiverso cinematografico superheroico', minha experiencia com filmes de super herois voltou a ser divertida e lúdica, um respiro de alivio e ingenuidade dentro de uma rotina cansativa. E por que não? O que o fã busca quando lê uma aventura de super herois?

Eu não acompanho o cinema de super herois com a mesma religiosidade que acompanho um roteirista de super herois ou um artista de quadrinhos de super herois. Nem esses eu acompanho com tanto afinco, por inúmeras questões que envolvem tempo, disponibilidade, etc. Eu continuo acompanhando talvez com menos 'casualidade', mas não afirmo mais que 'eu não gosto de filmes de super herois', isso seria contraditório.

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Jogos de A à ZELDA!

Continuando minha coluna sobre aqueles jogos que eu curto. Teoricamente a sequencia deveria ser em ordem alfabética, já que eu falei de Alice e Beyond Good and Evil. 
Nessas ultimas semanas eu ganhei alguns jogos de um amigo, e entre eles está um que realmente marcou minha infância e boa parte da minha adolescência. Devido à esse fato eu resolvi desconsiderar a ordem alfabética e abrir exceções!




Super Mario Bros. 2 - 1988

Senhoras e senhores, com vocês a "Estigma do Super Mario Bros. 2"!
Sim, Super Mario Bros. 2 foi um jogo que marcou o final da minha infância e boa parte da minha adolescência até o final. Na verdade eu ainda cheguei a joga-lo bastante até na faculdade!
Eu lembro que, sexta feira era aquele dia de correr pra locadora e torcer pra que os jogos bons ainda estivessem lá. Eis que em um desses dias eu me deparei com um tal de "Super Mario All Stars" para SNES. Essa pérola continha não só um, mas quatro jogos completos do Bigode e um desses jogos era o estranho Super Mario Bros. 2! A partir dai, quase todos os finais de semana eram revezados entre esse cartucho, Donkey Kong Country e Yoshi's Island!

Super Mario Bros. 2 é, curiosamente, uma das primeiras ROMs hacks oficiais feitas pela própria Nintendo. E sendo assim, carrega uma espécie de estigma.


Originalmente, o jogo que seria o "Super Mario Bros. 2" chegou pra nós como "Super Mario Lost Levels". Um joguinho do capeta, extremamente difícil e que eu só consegui zerar (acho) que em julho desse ano na versão "Delux" de Super Mario Bros. pra GBC. Que até então, só tinha saido do Japão na coletânea Super Mario All Stars. Tanto que, nosso Super Mario Bros. 2 é conhecido no Japão como "Super Mario USA" e o Super Mario Bros. 2 oficial de lá é o Super Mario Lost Levels.

 

E onde está o tal do "estigma"? Bom, se considerarmos que Super Mario 64 está para o original Super Mario Bros.; Então, Super Mario Sunshine está para Super Mario Bros. 2.
Ok, eu explico!

A importância histórica de Super Mario Bros. é inegável. Ele aprimorou o que hoje conhecemos como jogo "plataforma" com um toque de "aventura". Seu sucesso foi tão inovador que o legado do Bigode influência jogos de franquias que até Deus duvida!
O mesmo pode se dizer de Super Mario 64. A inovação da movimentação em terceira dimensão, transformou os video games e os gamers. 
Pensando assim, fica mais fácil comparar ambos. 
Seria natural que um jogo tão inovador como Super Mario Bros. recebesse uma sequencia também inovadora. Seria natural que a sequencia de Super Mario 64 fosse tão pioneira quanto seu antecessor. Mas a realidade de ambos foi totalmente diferente.
Minha opinião pessoal é que ambos os jogos, tanto Super Mario Bros. 2 quanto Super Mario Sunshine são jogos incompreendidos, que merecem uma chance, uma segunda chance, uma terceira chance, etc. Pois todos os elementos dos jogos do Bigode que adoramos estão lá, plataformas, inimigos, musicas marcantes, moedas, etc. Basta abrir a mente!


domingo, 23 de agosto de 2015

Jogos de A à ZELDA!


Beyond Good & Evil - 2003 

Existem aqueles jogos bons que caem nos gostos populares e viram mega franquias. Existem aqueles jogos ridiculos que caem nos gostos populares e viram mega franquias ridiculas. 
Existem aqueles jogos ridículos em que a galera tenta, tenta, tenta... mas não engrena. Existem aqueles jogos que quando viram franquias ficam ridiculos e existe também o inverso, aqueles jogos que tem o potencial explorado por grandes franquias e ficam ainda melhores.
E existe Beyond Good & Evil.



Eu lembro de ter lido algo sobre Beyond Good & Evil faz um bom tempo. Tempos depois conversando com um amigo eu descobri que ele estava jogando e super me recomendou. Minha curiosidade foi bem recompensada.
Beyond Good & Evil é um jogo desenvolvido e publicado pela Ubisoft, multiplataforma. É uma tarefa difícil explicar esse jogo. Ele tem tantas mecânicas legais e é tão amarrado por uma historia envolvente que rotula-lo de "isso" ou "aquilo" chega a ser chato. É um jogo de exploração em terceira pessoa, com elementos de espionagem, luta, plataforma e puzzle. Um jogo tão rico que deixa um gosto de "quero mais". O que me levou, por exemplo, a jogar MetalGear de PSX.



Curiosamente, um jogo ótimo que prometia uma excelente franquia, mas que caiu no ostracismo aparentemente por falta de gosto popular. Mas ainda resta uma esperança! Desde de 2011 que a mesma Ubisoft prometeu uma sequencia. Só nos resta esperar!!
Jogo recomendadissimo pela sua jogabilidade fluida e ótima critica social!


domingo, 9 de agosto de 2015

Jogos de A à ZELDA!

Olá amiguinhos!! ^^/
Afim de movimentar mais esse Blog parado, resolvi começar uma nova coluna, agora falando de jogos que eu joguei ou quero jogar! Espero que aqueles que me acompanham apreciem esse novo tema!!




American McGee's Alice - 2000

Quem me conhece sabe que eu ADORO Alice in Wonder Land! Já li muitos livros relacionados, livros inspirados, biografias, assisti filmes, animações e o escabau! Nada mais comum do que procurar algum jogo e unir duas coisas que eu gosto: uma história fascinante motherfocker pedófila alucinógena e o prazer de curtir um video game!
Essa perola gamística chamada American McGee's Alice foi lançada no final dos anos 2000 pra Windows mas eu só consegui colocar minhas mãozinhas gordurosas e suadas em meados de 2003. Eu fiz o absurdo de pagar por um jogo um assalto que na época correspondia a, nos dias de hoje, aproximadamente R$ 36 reais! A pior parte foi saber que um amigo conseguiu um de graça...¬¬...
Mas, de fato eu nunca joguei esse jogo, mesmo tendo ele por tanto tempo. Na época em que comprei meu PC não era assim uma Brastemp, e as configurações minimas não me permitiram usufruir. Passado alguns anos eu comprei um novo PC, um Laptop na verdade, mas senti dificuldades em jogar no touch pad, pois o jogo exige muito o uso do mouse para as ações. Até hoje eu tenho os CDs guardados e espero jogar essa joia em toda sua plenitude.





Alice: Madness Returns - 2011

Basicamente eu não fui o único que não jogou American McGee's Alice. No ano de 2011 nosso tiuzinho favorito, o tal do  McGee, lançou uma sequencia direta do mesmo intitulada  Alice: Madness Returns. Esse novo capitulo conta os fatos após American McGee's Alice e foi lançada para os consoles PlayStation 3, Xbox 360, e Windows.
Novamente eu não joguei! ;__;
Mas esse titulo vigora na minha lista de prioridades para adquirir quando eu finalmente comprar um Xbox!




Alice in Wonderland - Game Boy Color - 2000

Eu sempre gostei de portáteis! Jogos e video games portáteis são a melhor invenção da humanidade depois da pizza! 
Se você tem um Game Boy Color e quer um jogo sagaz, que desafia sua lógica com puzzles interessantes, ação e dinamicas na medida certa e uma pitada de humor, faça um favor a você mesmo e passe longe desse jogo. Essa porcaria lançada em 2000 é tão bostada que eu nem vou perder meu tempo explicando o quão desapontado eu fiquei com isso.
Vamos para o próximo...¬¬...





Alice in Wonderland - Nintendo DS - 2010

Esse sim vale a pena!
Eu comecei esse jogo de forma totalmente casual e descompromissada naqueles raros momentos de pausa durante o trabalho. Mas a jogabilidade é tão fluida, os desafios tão interessantes e é tão bonito visualmente que eu acabei me engajando em completar 100%. 

A estratégia desse jogo fica no fato de você controlar o Coelho, a Lagarta ou o Chapeleiro e não a Alice.




Alice in Wonderland - Nintendo Wii - 2010

Pra finalizar aqui, eu não posso deixar de falar desse jogo que conheço tão pouco mas já considero pacas.
Também baseado no filme de Tim Burton igual sua contraparte de DS, esse jogo me prendeu do começo ao fim principalmente pela beleza. Mas a dinamica de troca de personagens, sobretudo durante as batalhas, tornam o jogo uma experiencia desafiadora! 
Meu unico ponto ruim é: Onde está o Game Over??? Você perde todo HP durante a batalha e tem respawn bem ali onde você perdeu, sem punição, sem perder continue, sem nada?? Poxa vida, a falta de frustração me frustrou... 
A ideia é a mesma do DS: você controla os personagens de apoio para apoiar a Alice e, ba-da-bim, ba-da-bah, ba-da-Burton!!! \^^/


Bom, por hoje é só, mas prometo estar de volta em breve com muito mais assuntos pertinentes como esse!
té mais galera!!


sexta-feira, 24 de julho de 2015

SPERO - By Eoin Wilmot & Nivaldo Wesley


Olá Amiguinhos!!
Levando em consideração que minha ultima postagem foi em Janeiro, eu só posso dizer que.... O_0....
não posso dizer nada... -_-'...

Mas, acompanhem agora nossa nova produção!!
Eu digo NOSSA por que estou produzindo em parceria com o genial Eoin Wilmot!
E esse roteiro é uma prova de quão sortudo eu sou em saber o que irá acontecer antes dos leitores!! Essa história é realmente empolgante e épica, e eu não quero decepcionar!!! \^^/

Para curtir minha Page no Facebook basta clicar AQUI.

Para ler em primeira mão SPERO basta clicar AQUI.

Para mandar nudes basta clicar AQUI..... Bom.... talvez em outro Post.... 0_O....

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Mama Mia!!

Olá amiguinhos!! ^^/
to passando só pra deixar mais essa ilustra por aqui por que faz tempo que eu não posto nada!!
para visualizar em tamanho maior no Flickr ou no DeviantArt!
Minha Pagina no Facebook!
 

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Ano Novo, Aulas Novas!!



Olá amiguinhos!! ^^/
Foi dada a largada para mais um ano que passará tão rapido que eu sentirei que não fiz metade do que planejei para fazer!!

BUT, corram e se inscrevam nas minhas aulas de Historias em Quadrinhos e/ou Mangá!!! Assim todos poderemos fazer metade do que planejamos juntos!! \o/

O_0....

Para mais informações sobre as aulas por favor cliquem AQUI!

Sigam minha page no Facebook!

Adicionem no WhatsApp
.... ok, talvez não o whatsapp ... -_-...