quinta-feira, 10 de novembro de 2016

O dia em que me despi no cinema

Olá amiguinhos!! ^^/
Há tempos eu queria desabafar sobre minha opinião com relação aos filmes de super herois. Inicialmente idealizei essa postagem pro meu Facebook....mas então eu lembrei que eu tenho um Blog!

Sou uma criança dos anos 90, os 'saudosos 90'. E como tal, boa parte daquilo que eu consumo é exclusivamente pra evocar essa nostalgia da epoca que eu podia brincar na rua, xingar o coleguinha e assistir Softcore no Cinema em Casa.
Sendo assim, muito da minha cultura superheroica foi formada nessa epoca. Eu assisti 'Os Super Amigos' de Hanna-Barbera, o 'Super-Homem' com Christopher Reeve e o 'Batman' de Tin Burton. Eu li 'O Retorno de Super-Homem' da editora Abril e toneladas de 'A Teia do Aranha'.
Então, quando eu fui no cinema com meus amigos assistir 'O Homem Aranha' em 2002 eu estava transbordando expectativas. E lógico, eu transbordei decepção.
A partir dai, os filmes superheroicos perderam seu encanto na minha vida. Eu continuei gostando bastante dos gibis e das animações, mas eu não era mais publico pras versões de Hollywood.

Eu não era....

Até o ano de 2008, quando eu assisti 'O Homem de Ferro'. Confesso que meu conhecimento sobre o universo Marvel era bem restrito. Restrito ao 'Spidey' e a 'X Man', outro filme muito bom, porém estragado por sequencias fracas. Eu me lembro que, justamente pela minha ignorância com relação aos aspectos mais profundos do personagem, eu assisti o 'Homem de Ferro' totalmente sem expectativa alguma, e mano....acho que foi a melhor coisa que eu fiz!
Eu comecei a assistir filmes superheroicos de forma totalmente ocasional e sem expectativa. Por exemplo, é domingo a tarde, vai passar 'O Homem Formiga' e eu tô almoçando. Beleza, vou assistir!
Isso foi o suficiente pra renovar gradativamente meu interesse nessa midia.
Hoje eu reconheço que foi muito injusto de minha parte criar expectativas sobre 'Batman Begins' e 'Man of Steel'. Na verdade, 'Batman X Superman' foi um dos filmes mais divertidos que eu já assisti, quando ao entrar na sala de cinema eu me despi de minhas expectativas e principalmente dos meus preconceitos.

O que, como fã inveterado de super herois, eu passei a considerar foi: o conceito de 'multiverso' existe em toda essa midia 'superheroica'. Ele é usado a exaustão em epicos como 'Crises nas Infinitas Terras' ou no recente 'Guerras Secretas'. Ele já foi abordado nas animações televisivas, com linhas do tempo alternativas e 'o que aconteceria se?', e temos uma larga biblioteca de jogos de  video game que exploram esse conceito de forma a torna-lo ainda interessante. Como um fã eu reconheço que esse conceito existe em outras midias, então eu tenho que admitir que esse conceito também existe na midia filmografica de super herois. Eu tenho que adimitir que um filme bosta do 'Batman' ou do 'Quarteto Fantástico' existe em algum universo paralelo, e isso não é ofensa alguma. Como fã eu reconheço que quando eu passei a considerar o 'multiverso cinematografico superheroico', minha experiencia com filmes de super herois voltou a ser divertida e lúdica, um respiro de alivio e ingenuidade dentro de uma rotina cansativa. E por que não? O que o fã busca quando lê uma aventura de super herois?

Eu não acompanho o cinema de super herois com a mesma religiosidade que acompanho um roteirista de super herois ou um artista de quadrinhos de super herois. Nem esses eu acompanho com tanto afinco, por inúmeras questões que envolvem tempo, disponibilidade, etc. Eu continuo acompanhando talvez com menos 'casualidade', mas não afirmo mais que 'eu não gosto de filmes de super herois', isso seria contraditório.

Nenhum comentário:

Postar um comentário